Terça, 23 de Julho de 2024
28°

Tempo nublado

Rondonópolis, MT

Geral Legislativo - MT

ALMT sedia exposição de selos, moedas comemorativas e artigos filatélicos

O evento pode ser visitado entre os dias 8 e 11 de julho, das 8h às 17h. A visitação é gratuita e aberta ao público em geral

10/07/2024 às 10h56
Por: Redação Fonte: Assembleia Legislativa - MT
Compartilhe:
Na exposição é possível apreciar raridades trazidas de São Paulo, como a medalha representativa da primeira Constituição Brasileira de 1824Foto: Vanderson Ferraz / Assessoria de Gabinete
Na exposição é possível apreciar raridades trazidas de São Paulo, como a medalha representativa da primeira Constituição Brasileira de 1824Foto: Vanderson Ferraz / Assessoria de Gabinete

O saguão principal da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) está sediando a exposição de medalhas, selos, moedas comemorativas e artigos filatélicos. O evento celebra ainda os 200 anos da primeira Constituição Federal, promulgada em 1824. 

O encontro é promovido pelo Clube Filatélico, Numismático e Afins de Cuiabá, em parceria com a Sociedade Numismática Brasileira, e pode ser conferido entre os dias 8 e 11 de julho, das 8h às 17h. A visitação é gratuita e aberta ao público em geral.

O curador da exposição e representante da Sociedade Numismática Brasileira, Bruno Pellizzari, disse que Cuiabá tem um papel fundamental com esse acervo, já que as relíquias foram cunhadas e remarcadas na Capital mato-grossense há mais de 200 anos. 

“Entre os anos de 1823 a 1833 foram cunhadas moedas de cobre de 20, 40 e 80 réis em Cuiabá, por isso essa cidade é importante para todos nós, principalmente para os numismáticos, que são os pesquisadores e colecionadores de moedas, cédulas e medalhas. Um resgate da história, da cultura e do colecionismo”, explicou Bruno.

Na exposição é possível apreciar raridades trazidas de São Paulo, como a medalha representativa da primeira Constituição Brasileira de 1824 e de duas medalhas comemorativas do bicentenário da 1ª Carta Magna.

“Essas medalhas têm menos de dez exemplares. Poucas delas sobreviveram aos 200 anos de existência. Nessa exposição a população tem a chance de ver essas relíquias”, acrescentou o representante da Sociedade Numismática Brasileira, Bruno Pellizzari.

De acordo com o representante da Associação Brasileira de Comerciantes Filatélicos, Roberto Assef, o Brasil é um dos pioneiros a emitir selos no mundo, ficando atrás somente da Inglaterra. 

“Temos aqui na exposição mais de 5 mil selos, que vão desde o Império até os dias de hoje, com edições comemorativas, como o milésimo gol do Pelé. O Brasil é o segundo país no a emitir selos. A primeira edição ocorreu em 1843, quando Dom Pedro teve a visão futurista e, graças a ele, hoje temos um acervo de relíquias impagáveis e a frente do continente europeu em coleções de moedas, cédulas e medalhas”, contou Roberto Assef.

Associação Brasileira de Comerciantes Filatélicos (ABCF)- Foi fundada em 8 de junho de 1960 na cidade do Rio de Janeiro. Tem como uma de suas principais metas, o trabalho em conjunto com as principais áreas da Filatelia Brasileira, melhorando suas relações.

Sociedade Numismática Brasileira- Instituição quase centenária, foi fundada no dia 19 de janeiro de 1924, em São Paulo, com a presença de poucos colecionadores. Hoje, conta com outras associações similares e um grupo bem maior de colecionadores no Brasil e no exterior; é uma entidade civil, sem fins lucrativos, mantida por seu corpo de associados. Tendo como finalidade exclusiva a promoção e desenvolvimento da numismática.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.