E-mail

contato@radardacidade.com.br

WhatsApp

(66)

Tropical - TOPO
Rondonópolis

Vereadores vão protocolar pedido de CEI nesta segunda

Por outro lado, além da CEI dos Tucanos, um grupo está nas ruas buscando assinaturas para um pedido de investigação com os mesmos pontos apresentados pelos vereadores.

18/05/2020 09h09
Por: Redação
Fonte: Primeira Hora

Um grupo de nove vereadores se reuniu na manhã deste domingo (17) na casa do vereador João Mototáxi (PTB) e decidiu que vai ser criada na Câmara de Rondonópolis, uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar e analisar as compras feitas de produtos pela secretaria de Saúde e o caso dos respiradores falsos que ganhou repercussão nacional.

O documento que pede a abertura da CEI será protocolizado na manhã desta segunda-feira (18) e deve contar ainda com a assinatura de mais seis vereadores, além dos nove que se reuniram.

Vale destacar que já há na Câmara um pedido de CEI protocolizado pela bancada do PSDB. No entanto, os vereadores deste grupo alegam que não vão ratificar o pedido dos Tucanos e farão o pedido deles próprios. “Eles foram lá fizeram o pedido e não comunicaram ninguém, não se reuniram com os demais vereadores para debater”, disse uma fonte do Primeira Hora.

“Nós estaremos focados em esclarecer tudo da melhor forma possível e dar informações claras à sociedade”, disse a mesma fonte.

Por outro lado, além da CEI dos Tucanos, um grupo está nas ruas buscando assinaturas para um pedido de investigação com os mesmos pontos apresentados pelos vereadores.

No entanto, nesta semana, a prefeitura começou a enviar para a Câmara, alguns documentos com relação as compras da saúde.

Segunda CEI da História

Caso realmente a CEI saia , esta será a segunda da história do Legislativo de Rondonópolis, investigando um prefeito. A primeira foi em 1998, quando o ex-prefeito Alberto de Carvalho, acabou sendo alvo de uma investigação. Alberto, no entanto, renunciou o  mandato, antes do resultado final da CEI.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.