E-mail

contato@radardacidade.com.br

WhatsApp

............

Tropical - TOPO
NOVOS LAÇOS

Gisela e Aécio declaram apoio a Abílio Júnior no 2º turno

Ela afirma que a corrupção mata pessoas por desvios de recursos na saúde, se referindo as investigações em andamento na saúde da capital.

19/11/2020 13h04
Por: Redação
Fonte: Gazeta Digital

(Atualizada às 10h47) Derrotados nas urnas em 15 de novembro, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Gisela Simona (Pros) e Aécio Rodrigues (PSL) declaram apoio ao vereador e também candidato Abílio Júnior (Pode) no 2º turno na Capital. Em coletiva realizada na manhã desta quinta-feira (19), os dois anunciaram seu lado na segunda fase do pleito.

 

A primeira a falar sobre o posicionamento foi Gisela, alegando tomar uma "posição coerente". Ela e Abílio travaram um embate no 1º turno após o candidato dizer que a ex-superintendente do Procon era uma boa candidata, "apesar de ser mulher".

 

Logo depois quem chegou à coletiva foi o empresário Aécio Rodrigues. Ele afirmou que é preciso "quebrar o sistema" através do combate a corrupção. "Essa é a nossa bandeira e de todos que estão aqui".

 

Outro que compareceu ao evento para apoiar Abílio foi o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), que concorreu à vaga do Senado e acabou ficando em 8º entre os 11 candidatos.

 

Segundo o parlamentar, Abílio vai governar sem o "toma lá, da cá" e que o DC declara apoio sem nada em troca.

 

(Atualizada às 9h41) A candidata derrotada nas eleições municipais de 2020, Gisela Simona (Pros), declarou nesta quinta-feira (19) apoio a Abílio Júnior (Pode) neste 2⁰ turno do pleito. A confirmação foi anunciada em coletiva de imprensa com a presença dos presidentes municipal e estadual da sigla.

 

"Eu sei que Cuiabá precisa de mudança. E ouvindo os aliados, com todos os partidos da coligação, com os nossos candidatos e conversamos com os dois concorrentes. E a atual gestão tem presença de corrupção. E nós combatemos a corrupção. Isso é algo muito forte pra nós", disse Gisela ao justificar o apoio.

 

Ela afirma que a corrupção mata pessoas por desvios de recursos na saúde, se referindo as investigações em andamento na saúde da capital.

 

"Nós tomamos uma posição coerente. Quando nos reunimos com o Abílio, deixamos claro os pontos que nos desagradam no plano de governo dele. Citamos a política de valorização das mulheres e ele se comprometeu a incluir as nossas propostas e vai manter a Secretaria da Mulher", afirmou.

 

Gisela disse que o combate ao machismo é importante para a administração pública e que Abílio está disposto a levantar está bandeira e se retratar publicamente em relação ao episódio em que disse que Gisela era uma boa candidata "mesmo sendo mulher".

 

Gisela também garantiu que Abílio manterá o Conselho Municipal de Cultura e que mudará a relação com os servidores públicos da Capital.

 

"Temos um candidato a prefeito que sabe reconhecer o seu erro e isso eu vejo como maturidade. E com isso eliminamos o conflito que tivemos no 1⁰ turno", disse.

 

Sobre o não apoio ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), além da corrupção, Gisela também citou o grupo político de Emanuel. "Nós vamos pedir voto no 19. É isso que decidiu o nosso partido, o nosso grupo".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.