E-mail

contato@radardacidade.com.br

WhatsApp

............

Tropical - TOPO
LEGISLATIVO

Solidariedade, de Pátio, faz maior bancada, com seis vereadores eleitos

Com oito reeleitos, Câmara tem grande renovação e partido do prefeito reeleito José Carlos do Pátio terá maior bancada

16/11/2020 12h57
Por: Redação
Fonte: AgoraMT

Com uma grande renovação e apenas 8 dos atuais vereadores reeleitos, o Solidariedade, partido do prefeito José Carlos do Pátio, conseguiu eleger seis vereadores em Rondonópolis e terá a maior bancada do parlamento, seguido do MDB, que elegeu três vereadores, e do Democracia Cristã (DC), que elegeu dois vereadores. As demais das 21 vagas foram preenchidas por vereadores eleitos de diferentes partidos.

Mesmo não tendo conseguido reeleger três de seus atuais vereadores, Juary Miranda, Vilmar Pimentel e Orestes Miraglia, o SD conseguiu se sair muito nas urnas e elegeu uma grande bancada, conquistando anda menos que seis das 21 cadeiras do Legislativo rondonopolitano, se tornando a maior bancada do mesmo, o que deve ajudar muito a relação de Pátio com a Câmara, facilitando a tramitação e aprovação de projetos.

O mais votado da sigla e também campeão de votos na eleição foi o atual vereador Roni Magnani, que recebeu 2.203 votos. Adilson do Naboreiro também recebeu uma votação consagradora e conquistou 2.195 votos. O ex-vereador Denilson Sodré, o Dico, conseguiu retornar à Câmara com 1.445 votos.

Na sequência, o advogado Jonas Rodrigues, que se elegeu com 1.352 votos, seguido do atual vereador Batista da Coder, que obteve 1.186 votos, e do também atual vereador Reginaldo Santos, que se reelegeu com 1.166 votos.

O segundo partido que mais elegeu vereadores nessa eleição foi o MDB, que conseguiu reeleger o atual vereador Adonias Fernandes, que obteve 1.116 votos, seguido do novato Investigador Gerson, que se elegeu com 1.056 votos, e do atual presidente da Câmara, Cláudio da Farmácia, que teve 1.052 votos.

O DC, do ex-candidato a prefeito Cláudio Ferreira, elegeu dois vereadores, os estreantes na política Paulo Schuh, que se elegeu com 1.136 votos, e Kasa Grande, que obteve 632 votos.

O Podemos, do deputado federal José Medeiros, candidato derrotado ao Senado, elegeu o médico José Felipe, com 1.154; o PSDB conseguiu reeleger o atual vereador Subtenente Guinâncio, com 1.102 votos.

A ex-secretária de Saúde e ex-coordenadora do Procon, Marildes Ferreira, foi eleita pelo PSB e conseguiu obter 1.101 votos; o PSD conseguiu reeleger o atual vereador Roni Cardoso, com 977 votos. O PT elegeu um vereador, o advogado Junior Mendonça, que se elegeu com 860 votos.

O PTB conseguiu reconduzir o atual vereador Beto do Amendoim à Câmara, com 847 votos, enquanto o Republicanos conseguiu eleger a jornalista Kalynka Meirrelles, com 823 votos. Já o PSC conseguiu eleger o ex-vereador Cido Silva, que obteve 808 votos.

O PP conseguiu emplacar o líder comunitário Ozeas Reis, eleito com 804 votos, e o PSL elegeu Marisvaldo Gonçalves dos Santos, na lanterninha, com 595 votos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.