E-mail

contato@radardacidade.com.br

WhatsApp

............

Tropical - TOPO
LUTO NA COMUNICAÇÃO

Governo de MT lamenta morte do fotojornalista Lenine Martins

Ele tinha 64 anos e estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por complicações da Covid-19 desde o início de outubro

23/10/2020 12h56
Por: Redação
Fonte: AgoraMT

O Governo de Mato Grosso lamenta o falecimento do fotojornalista Lenine Martins de Oliveira nesta sexta-feira (23.10), vítima da Covid-19. Ele tinha 64 anos e estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por complicações da doença desde o início de outubro.

Lenine era servidor efetivo e atuou por 41 anos na Secretaria de Comunicação. Mesmo após a aposentadoria continuou fotografando e permaneceu no Estado como funcionário comissionado entre os anos de 2014 a 2019.

Ele começou a trabalhar para o governo na gestão de José Fragelli, entre os anos de 1971 e 1975. Na época, um funcionário da assessoria de imprensa do então governador. Tornou-se fotógrafo no governo de Frederico Campos, entre 1979 e 1983.

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, lamentou a morte do fotógrafo e externou condolências à família e amigos. “Foi um funcionário que dedicou sua vida a servir ao Estado. O trabalho de Lenine, está registrado na história da fotografia de Mato Grosso. Que Deus dê forças aos familiares e amigos e abençoe a todos neste momento difícil”.

A secretária adjunta de Comunicação, Laice Souza, lembrou dos tempos em que trabalhou com o fotógrafo. “Tive o prazer de trabalhar com Lenine. Um profissional que amava o que fazia e um ser humano incrível. Fará muita falta. Meus profundos sentimentos à família”.

O repórter fotográfico Mayke Toscano fez questão de destacar ter aprendido muito com Lenine. “Perco um grande amigo, que conheci no início da minha carreira. Lenine, o fotógrafo que trabalhou por mais tempo na Secom, 40 anos de história. Aprendi muito com ele”.

A assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública, Débora Siqueira, contou ter trabalhado com Lenine entre os anos de 2016 e 2018. “Sempre foi muito respeitado, sempre disposto para fotografar operações, o que fazia dele um cara muito querido pelas forças policiais”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.