E-mail

contato@radardacidade.com.br

WhatsApp

(66) 99986-5406

Tropical - TOPO
CONDENADO HÁ 12 ANOS

Homem morto em 'comício' defendia Zé Guia, autor da morte do pai de Valtenir Pereira

Consta no registro da ocorrência que Zé Guia estava no palanque, falando aos participantes da reunião – que ocorria na porta de um bar. O suspeito do crime passou a xingá-lo, e os participantes não gostaram do ato, indo para cima dele.

14/10/2020 17h52
Por: Redação
Fonte: Gazeta Digital

Rogério Pereira de Aguiar, 31, morreu esfaqueado durante uma reunião política em Juscimeira (157 km ao Sul de Cuiabá), após defender o ex-prefeito da cidade, José Resende Silva, o Zé Guia, também conhecido por ser o autor da morte do pai do ex-deputado Valternir Periera em 1983.

 

Consta no registro da ocorrência que Zé Guia estava no palanque, falando aos participantes da reunião – que ocorria na porta de um bar. O suspeito do crime passou a xingá-lo, e os participantes não gostaram do ato, indo para cima dele.

 

Rogério e mais outro homem foram esfaqueados e socorridos. Ele não resistiu e a outra vítima foi encaminhada para um hospital de Rondonópolis. O estado de saúde dele não foi informado.

 

Zé Guia foi condenado pela Justiça a cumprir 12 anos de prisão pela morte de Valdivino Pereira, pai de Valtenir. O crime ocorreu em fevereiro de 1983, em São Lourenço de Fátima, na cidade de Juscimeira.

 

Valdevino tinha 39 anos e foi morto com 5 tiros, sendo 3 nas costas e dois no peito. Assassino confesso, a morte ocorreu após a vítima ir até a casa de Zé Guia reclamar do barulho de fogos no local – onde acontecia uma festa.

 

Outros dois homens participaram do crime, segurando a vítima para que ela fosse baleada. Zé chegou a ser preso em 2001, mas passou a cumprir o semiaberto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.