E-mail

contato@radardacidade.com.br

WhatsApp

(66) 99986-5406

Tropical - TOPO
EM BUSCA DO SENADO

Tentaram me matar politicamente', afirma Pedro Taques

No momento, seu nome já é trabalhado pela cúpula nacional como uma das prioridades do partido. A convenção estadual será no dia 16 de setembro.

12/09/2020 15h03
Por: Redação
Fonte: Gazeta Digital

Após derrota nas urnas em 2018, o ex-governador Pedro Taques (SD), está de volta ao meio político. Desta vez, em busca da vaga no Senado deixada pela ex-senadora, Selma Arruda, cassada no fim de 2019 por uso de caixa 2.


Ao Gazeta Dgital, Taques afirmou que mesmo em silêncio quase dois anos, ele está à frente nas pesquisas na disputa ao Legislativo. "Eu estou em silêncio há um ano e 8 meses, nesse tempo já tentaram me matar politicamente, mesmo assim eu estou à frente nas pesquisas".


Segundo Pedro, mesmo não tendo os recursos necessários ele almeja o melhor para o povo mato-grossense. "Posso não ter soja, posso não ter avião, posso não ter dinheiro. Mas eu quero o melhor para Mato Grosso", alfinetou seu ex-vice e atual senador interino, Carlos Fávaro (PSD).


De acordo com apuração do jornal A Gazeta, a executiva nacional do Solidariedade convenceu o ex-chefe do Poder Executivo a disputar a eleição suplementar ao Senado, que irá ocorrer em 15 de novembro. No momento, seu nome já é trabalhado pela cúpula nacional como uma das prioridades do partido. A convenção estadual será no dia 16 de setembro.


Taques possui um ‘recall’ de mais de 300 mil votos, que foram conquistados em 2018, mesmo sob grande desgaste que a sua gestão se encontrava, principalmente com os servidores públicos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.